Skip to main content

118 formas de melhorar a coloração de IHC clínica

Novos anticorpos:

 

  • Beta-catenina (clone 17C2)
  • Citoqueratina 17 (clone E3)
  • Gastrina (policlonal)
  • Galectina-3 (clone 9C4)
  • Ki67 (clone K2)
  • MLH1 (proteína de reparo de emparelhamento) (clone ES05)
  • Oncogene de mieloma múltiplo 1 (MUM1) (clone EAU32)
  • Fosfatase ácida resistente ao tartarato (clone 26E5)

A Leica Microsystems selecionou cada um dos novos produtos para fornecer um desempenho superior e relevância clínica. Um destaque deste lançamento é o novo clone K2 para Ki67. Esse novo clone demonstrou resultados excepcionais durante o seu desenvolvimento e agora é recomendado como o clone Ki67 favorito (o clone MM1 antigo continuará disponível).

Outro anticorpo de grande interesse é o MLH1, que ajuda a identificar indivíduos com pré-disposição para câncer colorretal hereditário não-poliposo. A fosfatase ácida resistente ao tartarato (geralmente usada em painéis para identificar leucemia das células pilosas) e o Oncogene de mieloma múltiplo (útil em painéis para a identificação ou caracterização de células B e do linfoma de Hodgkins) também podem ser utilizadas como ferramentas de diagnóstico.

O lançamento destes novos produtos expande a gama de anticorpos prontos:para:u so do Bond para 118 no mundo inteiro (117 nos EUA). Todos os anticorpos (incluindo os novos lançamentos) já são disponibilizados pela Leica Microsystems ou por um distribuidor autorizado do sistema Bond em todas as regiões.

Famoso por ser a maneira mais fácil de produzir lâminas IHC de forma consistente e com qualidade de diagnóstico, o formato Bond RTU substitui a diluição, titulação e mistura com um processo simples de 4 etapas:

  1. Carregamento – coloque uma embalagem registrada no Bond
  2. Seleção – escolha o anticorpo e um protocolo otimizado será selecionado de forma automática
  3. Corrida – pressione start e deixe fazer o trabalho sozinho
  4. Review – tenha resultados consistentes e de alta qualidade